segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Os gatos tem seu próprio jeito de demostrar carinho

O primeiro passo para quem decide conviver com um gato é entender que ele não é cachorro. As pessoas que buscam um bichinho de estimação e que têm a carência dos cães como parâmetro estranham quando começam a conviver com um animal de tanta personalidade. Os gatos são companheiros e amorosos, mas dão carinho quando querem, como querem e, principalmente, no momento que for mais adequado para eles. Não ouse interromper o sagrado sono.



É preciso ter consciência de que é um ser vivo e, ao contrário do que dizem, o gato é um animal extremamente dependente do dono, apenas não dá trabalho. Muita gente se deixa levar pelo impulso, adota e, no primeiro imprevisto, abandona.

Estar preparado para cuidar de um gato envolve disposição para mudanças na casa. Eles gostam de sofás, sobem em todos os móveis, passeiam entre as plantas. Quem mora em apartamento, por exemplo, deve colocar telas nas janelas. Muita gente acha que gato não cai. Mas, se ele vir uma borboleta, ele não cai, ele se atira. Somente depois desses cuidados se deve pensar na escolha do animal. Existem critérios técnicos. Nenhum deles, no entanto, é mais importante do que você bater o olho e gostar. Tipo amor à primeira vista mesmo. Numa segunda etapa, comece a avaliar a pelagem, procure informações sobre o comportamento dos pais e atualize-se sobre a saúde do  gato .

Em relação à pelagem,   isso  pode  variar  de acordo com o gosto pessoal. Em alguns casos, os gatos de pelos longos, quando a limpeza não é adequada, podem apresentar pelos embolados, o que, em última instância, exige uma tosa.



Não existem tantas diferenças de atitude entre machos e fêmeas. As  fêmeas costumam ser menores e, se não forem castradas, dão trabalho no cio. Já os machos adoram dar voltas nas redondezas para marcar seu território.

Dica de como escolher um gato 


Filhotes
Um filhotinho sempre é uma fofura, mas exige tempo e dedicação. Precisam de cuidados rotineiros, acompanhamento veterinário e devem ser educados, socializados e treinados por você. Mesmo assim, sua personalidade adulta ainda será uma incógnita… Em 6 meses, o filhotinho já torna-se adulto, com mais de 4 ou 5 quilos.

Gatinhos de terceiros
Uma solução interessante também é o gato com a referência de pessoas próximas. O gatinho do vizinho de mudança, um filhote da ninhada da gata da prima, e por aí vai. A vantagem da referência pessoal é ter um histórico a respeito do bichinho, tanto sobre sua saúde como seu comportamento.

Adoção
Assim como os cães, uma infinidade de gatinhos também são sacrificados por não terem lares convencionais. Adotar um gatinho abandonado é uma maneira menos onerosa de adquirir um bichinho cuidado, vacinado e castrado. Cuidados básicos: verifique as instalações e condições do abrigo, e quanto mais sabatinado você for antes de levar seu amigo para casa, melhor: sinal de que o abrigo realmente quer que os bichinhos estejam em boas mãos.

Criadores de raça
Se você tem o desejo de possuir um gato de raça, procure bons criadores. Pesquise sobre a raça de seu desejo para conhecer suas características. Um bom filhote é caro, não se esqueça disso: tome cuidado com criadores de fundo de quintal ou pechinchas fáceis. Criadores sérios reproduzem menos e querem saber para quem estão vendendo.

Gatos de rua

De repente, nem escolher você precisa. Você pode ser escolhido. Há quem diga que os gatos de rua são os melhores: você não vai pagar, não vai passar por entrevistas e é certo que você estará salvando sua vida. O maior problema é o histórico: por não conhecer sua procedência, será necessário cobrir o custo veterinário de fazer um check-up completo no bichinho, com vacinas, vermifugação e esterilização.


2 comentários:

  1. Não gosto de gatos
    É muito folgado e espaçoso .
    Além do que solta muito pelos
    deixa a casa toda empestiada de pêlos
    abs
    Kiko

    ResponderExcluir
  2. Eu amo os gatos! São criaturas inteligentes e adoráveis!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir

Estou aqui para agradecer a você...
Sua gentileza por tirar um tempo para deixar um comentário
Muito obrigada sua opinião é importante .

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...