terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Como contornar o problema de cachorro bravo

Muitos donos de cachorros sofrem com os animais  mais agressivos, que podem passar a sua agressividade não apenas para visitas, mas também para os próprios donos. É possível adestrar e domar um cão bravo e acabar com os dias do cachorro atacando e mordendo pessoas. Entenda como tratar e solucionar esse problema e entenda quais são as causas mais comuns para ele acontecer.
Por que acontece de o cão ficar bravo


A agressividade é algo instintivo entre os cães. Mas existem algumas circunstâncias que podem despertar esse instinto no animal. Existem várias causas que podem despertar a agressividade e tornar um cão bravo, como, por exemplo:

1 – Dor

Muitos cães ficam bravos por causa da dor. E acabam reagindo de forma agressiva quando alguém encosta no local ferido.

2 – Liderança

Quando se tem mais de um cão em casa, é normal que haja uma certa competição entre eles. E, muitas vezes, o cão fica bravo para brigar por liderança, com o objetivo de se impor.

3 – Medo

O medo pode deixar o cão bravo e em estado de alerta. Por isso, cães que estão com medo podem reagir de forma agressiva. Então, se ele se sente intimidado, leva um susto ou está apanhando, ele pode reagir de forma violenta contra o dono ou a família.

4 – Lado maternal

As cadelas, quando estão com seus filhotes podem reagir de forma agressiva quando alguém se aproxima de seus filhotes.

5 – Reação predatória

Geralmente é causada pelo instinto de caça do cão, especialmente aqueles que ele considera como uma presa.



Como adestrar um cão bravo?
É plenamente possível adestrar um cão bravo, mas a solução adequada varia de caso a caso.

Primeiro, leve o seu cachorro para a consulta com um veterinário. A agressividade pode ter causa médica. O cão pode estar com dores, o que pode ser facilmente identificado pelo veterinário, que irá medicar o animal. Nesse caso, o cão deixa de ficar bravo com o tratamento.

Já se a agressividade do cachorro for causada por motivos comportamentais, você pode recorrer a técnicas de adestramento efetivas, como as que eu ensino em meu livro. Outra solução que pode ajudar a melhorar o comportamento animal, a castração do cachorro pode ajudar bastante.

Grande parte dos treinadores afirma que o ideal é que o dono do cão bravo deve se impor e mostrar que é o líder. Jamais o cão deve achar que está acima do seu dono, pois isso reforça o comportamento agressivo e territorialista do cachorro.

Enquanto você não começa a adestrar o seu cão, evite as situações que incitam a sua agressividade, como se aproximar dele enquanto dorme, come ou esteja roendo o seu osso, entre outras. Evite também assustar o cão.



Lições valiosas

Algumas atitudes dos donos podem ajudar o cão a melhorar essa característica, seja ela de origem genética ou adquirida com o tempo. Reunimos as mais importantes.
A principal dica é nunca tentar tratar problemas de agressividade com mais agressividade – métodos punitivos, que usam força física ou violência, não mudam o comportamento e podem piorá-lo.
Um fator importantíssimo é a forma com que o filhote é educado na sua fase de sociabilização (dos 45 dias até o 3º mês). Neste período, o cão deve ser apresentado a maior quantidade de estímulos possíveis (pessoas, outros animais, objetos, sons, etc.) de forma gradual e positiva, para que se habitue a isso e tenha menos chances de se tornar agressivo futuramente.
Procure saber exatamente o que causa agressividade no cão. Por exemplo, se o cão se mostra agressivo quando estranhos tentam fazer carinho, peça às pessoas que não o façam e que, em vez disso, ofereçam um petisco se o cão se mantiver calmo. Simule essas situações, iniciando a uma distância onde o cão não demonstre nenhuma reação de agressão, e recompense-o pelo comportamento adequado – sempre levando em conta a segurança, mantendo o cão na guia. É importante evoluir gradualmente, sem estressar o cão.
Também é importante realizar um treinamento de obediência básica, onde o cão aprenderá que para conseguir o que quer, ele precisará fazer algo “educado” em troca (para ganhar um petisco, deve aguardar sentado, por exemplo).
A melhor forma de modificar o comportamento agressivo é usar técnicas baseadas em reforço positivo, como a dessensibilização e o contracondicionamento, que visam fazer com que o cão fique menos sensível ao estímulo, demonstrando um comportamento diferente do que estava habituado.
Com auxílio do veterinário é possível detectar os casos em que é necessário utilizar medicamentos específicos, mas essa medida é somente a critério médico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estou aqui para agradecer a você...
Sua gentileza por tirar um tempo para deixar um comentário
Muito obrigada sua opinião é importante .

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...