quarta-feira, 15 de junho de 2016

Como funciona a implantação de chip em animais

Você já ouviu falar sobre microchip para pets? Pois saiba que há muitas vantagens em ter um animal com microchip e a cada dia mais pessoas estão se conscientizando de sua importância.

Microchip em gatos

O que é o microchip
O Microchip é um micro circuito eletrônico contendo um código único e inalterável, inserido em uma cápsula de biovidro cirúrgico e revestido de substâncias de propriedades antimigratórias, possibilitando a implantação em animais. O microchip não contém bateria e está inerte. Ao receber as ondas emitidas pelo leitor (scanner), retorna a informação na forma de um número. Esse número é composto por quinze algarismos o que impossibilita a duplicidade.
Quando um animal se perde ou até mesmo é roubado, pode ser identificado facilmente por meio de seu microchip.

O uso de microchip para cães e gatos já é obrigatório em muitos lugares. Quando o microchip para gatos e cachorros é utilizado:
É obrigatório implantar o microchip no cachorro ou no gato se o animal estiver viajando para qualquer dos países da Europa e no Japão;
Criadores de cães e gatos utilizam o microchip por exigência de Associações, para assegurar a origem da raça e impedir falsificações de pedigree;
Por donos para que seja possível a identificação caso o bichinho de estimação se perca.
Para fazer o registro do microchip, o dono deve procurar a companhia responsável para informar seus dados. É importante ter cuidado para que as informações estejam sempre atualizadas no caso de mudança de endereço ou telefone. De nada adianta seu animal ter um microchip se não houver os dados necessários vinculados a ele.

Vantagens

O microchip não precisa de nenhum tipo de recarga, só irá ser ativado pelo leitor;
É impossível que o cão ou gato perca o microchip;
Não para de funcionar por toda a vida do animalzinho;
Não é necessário realizar nenhum tipo de manutenção.


Desvantagens

Não há um banco de dados unificado no Brasil;
Apesar do leitor seguir um padrão internacional, para que ela leia todos os microchips, o dono vai precisar se cadastrar nos dois grandes bancos de dados em nosso país, para garantir que o leitor consiga buscar os dados;
Nem todas as clínicas veterinárias possuem um leitor de microchip;
O microchip não localiza o cão ou o gato, como um sistema de GPS, somente serve de identificação se alguém encontrar o animal e dispor de um meio de usar o leitor no animal.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estou aqui para agradecer a você...
Sua gentileza por tirar um tempo para deixar um comentário
Muito obrigada sua opinião é importante .

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...