sábado, 1 de agosto de 2015

Mitos e verdades sobre cachorros e gatos



Existem vários ditos populares de ações e comportamentos dos cães e gatos  que sempre despertaram várias dúvidas nas pessoas leigas, chegou a hora de explicar todos estes mitos.

1 – Cães são racistas?

Isso é um absurdo. Eles podem ter receio de certa pessoa ou não por algum trauma, ou talvez por uma falta de socialização ainda quando filhotes.
Quando um cão é criado em um ambiente cheio de pessoas negras, ele pode estranhar uma pessoa de pele clara, ou vice e versa. Os humanos possuem cheiro, forma e cor diferente, tudo isso pode fazer com que o cão estranhe, sendo assim, é muito importante realizar a socialização com várias etnias humanas.

2 – O cão precisa aprender a atacar para não atacar?

Você não deve acreditar nisso, o cão não precisa de nenhum tipo de estimulo para ser agressivo, a não ser que você esteja o treinando para ser um cão de guarda ou de caça.

3 – Cães preferem ficar dentro de casa com as pessoas ou livres no quintal sozinhos?

Por mais absurdo que isso possa soar, os cães preferem sempre a companhia de outros cães, não importa o lugar e a condição em que estiverem.
Os cães precisam muito de companhia, não pense que por ter um quintal enorme, você pode abandonar seu cão lá. Pode ter certeza que um cão vai preferir um espaço apertado, mas com companhia do que um lugar enorme e solitário.

4 – Deixar o cão preso faz com que ele seja um bom cão de guarda?

Se você visa ter um bom cão de guarda, você precisa realizar um ótimo treinamento e preferencialmente desde filhote. Quando um cão fica preso a uma corrente o tempo todo, ele pode se tornar agressivo e neurótico, pois não sabe bem como se proteger.
99% dos animais que vivem sempre presos em correntes desenvolvem temperamentos instáveis e perigosos. A socialização é sempre a melhor forma de ser ter um animalzinho emocionalmente equilibrado.

5 – Quando o cachorro está com o focinho quente ou seco, significa que está doente.

Estamos falando de um dos maiores mitos envolvendo cães. Muitas pessoas pensam que um nariz gelado e úmido mostra que o cão está saudável.
Você deve aprender que o focinho do cachorro não mede sua saúde, quando o cão acorda, normalmente o focinho está quente e/ou seco, são condições normais e não demonstra que ele está doente.
Você deve ficar atento, pois se o focinho do cão estiver sempre seco poderá ser um sintoma de algum problema de saúde. Neste caso você deve levá-lo ao veterinário o quanto antes.

6 – A boca do cão é mais limpa que a boca dos humanos

Certamente você já teve esta atitude ou já viu alguém fazendo, as pessoas tem o costume de deixar o cachorro lamber seu rosto e até mesmo à boca.
A verdade é que boca do cachorro é infestada de germes, bactérias e muitas outras coisas desagradáveis que ele pode ter adquirido durante um passeio ou até mesmo brincando com um objeto.
A sorte é que grande parte dos germes presentes na saliva do cão não causam nenhum tipo de mal aos humanos. Caso você tenha um cão saudável, com as vacinas em dia e sem vermes, um beijinho de vez em quando não será problemas, mas sem exagero.

7 – Cães enxergam em preto e branco

A visão dos cães não é como a dos humanos, mas eles enxergam algumas cores e tem muita dificuldade de distinguir outras, mas os cães não enxergam apenas em apenas em preto e branco.

8 – Cachorros comem grama quando estão doentes para provocar vômito

É natural imaginar isso porque você vê um cão comendo grama e pouco tempo depois ele vomita, mas por que os cães comem grama? Este tipo de comportamento é natural e eles fazem isso porque gostam e você pode reparar que isso não acontece com todos os cães, ou seja, alguns cães tem interesse por comê-las e outros não.
Então por que os cães vomitam? A resposta é bem simples, a grama pode irritar um pouco o estômago e com isso causar o vomito, mas você não deve proibir o seu cão de comer grama, pois ela é totalmente inofensiva.

9 – 1 ano do cachorro equivale a 7 anos humanos

Isso não pode ser afirmado com toda certeza, o cálculo pode variar muito dependo do porte de cada animal. Os cachorros de porte pequeno tem uma expectativa de vida muito maior do que os cães de porte muito grande.

10 – Adestramento não funciona com cães adultos e idosos

Definitivamente não. Certamente o adestramento de cães adultos e idosos é muito mais trabalhoso do que para os filhotes, mas este treinamento pode sim ser realizado.
O adestramento de cães idosos é complicado porque eles não possuem tanto vigor para encarar as rotinas e talvez já tenham sentidos bem menos aguçados, o treinamento com cães idosos deve ser feito com muita paciência em curtas sessões.

11 – Quando o cão abana o rabo é porque está feliz

Acho que todo mundo pensa isso, mas novamente precisamos acabar com este achismo. Os cachorros abanam o rabo por inúmeros motivos, mas normalmente é um sinal sim de alegria, mas isso pode também significar que o cão está com medo, ansioso ou agressivo.
Você jamais deve olhar para o rabo do cão, preste bem atenção a linguagem corporal completa do animal: orelhas, pelos das costas, posição da cabeça, tudo isso pode te dar a resposta exata do que ele está tentando expressar no momento.
Agora você certamente sabe muito mais sobre o comportamento e sobre as atitudes do seu animal, lembre-se que o relacionamento verdadeiro e carinhoso seu com o animal pode criar um laço de afetividade tão grande, que perceber mudanças de hábitos e temperamentos dele será muito natural.

Gatos




1. Gatos são interesseiros (ou traiçoeiros)

Ahhh, um clássico. Gatos fazem o que tiverem vontade no momento. Você pode chamar o quanto quiser que, se eles não quiserem, não vão vir. Não são obedientes como os cães, algo que irrita algumas pessoas. Sim, eles vêm correndo quando você abre aquele patê delicioso, mas quem não faria isso? Como diz Luciana: “Eles não são interesseiros, são interessantes”.

2. Gatos transmitem asma

Falso. Asma felina é diferente da asma humana. Um não transmite para o outro. Pessoas que nunca conviveram com felinos também tendem a achar que o ronronar é um chiado do pulmão, indicando que eles possuem problemas respiratórios. Trata-se apenas de um barulho que fazem quando estão relaxados e felizes.

3. Gatos não se dão bem com crianças

Grande parte dos gatos vive em um aconchego só com os pequenos – raças como maine coon e norueguês da floresta são mais dóceis. Porém, alguns bichanos, do tipo reservados, podem ser temperamentais com crianças que pesam a mão nos carinhos e brincadeiras. Mas tudo tem solução. O segredo está na socialização dos dois. Os pais devem acompanhar os primeiros contatos da criança com o pet, mostrando como manipulá-lo e explicando que os peludos também apreciam alguns momentos de paz.

4. Gatos gostam da casa e não do dono

Pergunte para qualquer gateiro: todos dirão que isso não faz sentido. “Eles gostam da casa com o dono dentro”, afirma Luciana. Os felinos são muito apegados ao ambiente físico, mas também ao dono. Após a morte do tutor, muitos entram em depressão e acabam até morrendo.

5. Gatos têm sete vidas

Hm… não. Ganharam essa fama por pularem de grandes alturas sem se machucar. Entretanto, bichanos são bastante sensíveis e necessitam de cuidados especiais. Problemas com sua parte emocional podem evoluir para doenças renais e respiratórias, entre outras. Eles somatizam questões. Já houve casos de donos que passavam pelo processo de quimioterapia e cujo gato vomitava junto.


6. Gatos com Aids felina podem passar a doença para os humanos

Assim como a Aids humana, o vírus da Aids felina, chamado FIV, ataca o sistema imunológico do pet. Entretanto, humanos não são infectados por ele. Já outros gatos podem ser contaminados através do contato com o sangue e a saliva do doente.

7. Gato preto dá azar

Gente, estamos no século XXI e não na Idade Média. Gato preto não dá azar. E pensar que tem quem ainda acredite nisso e maltrate (e até mate) os coitadinhos por causa disso.


8. Gatos são menos legais do que cachorros

Trata-se de um debate que não leva a lugar nenhum. Alguns são do time dos cachorros e outros, dos gatos. São animais diferentes e pouco comparáveis. Cada dono deve ponderar a qualidade que busca em um pet e escolher um deles. Só não vale falar mal dos felinos quando não se conhece muito sobre eles. Eu tenho gatos em casa e garanto que são umas fofuras sem fim.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estou aqui para agradecer a você...
Sua gentileza por tirar um tempo para deixar um comentário
Muito obrigada sua opinião é importante .

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...