quinta-feira, 5 de maio de 2016

O que significa Pedigree?

A palavra pedigree é uma palavra de origem inglesa que por sua vez vem do francês pied de grue. Em português pied de grue pode ser traduzido literalmente como “pé guindaste”. Entretanto, podemos entender como uma expressão que significa árvore genealógica.
O pedigree comprova que o cachorro é de raça pura, nele consta o nome, sexo, raça, cor, número do registro, data de nascimento, nome do criador, proprietário, data do registro além da linhagem, com o nome e sobrenome dos pais, avós e bisavós, você terá segurança se resolver um dia acasalar o seu cachorro, com o pedigree em mãos, não há risco de cruzamentos consanguíneos.


Qual é a importância do Pedigree?

Comprovar a precedência do filhote é a principal função do Pedigree
Esse documento, além de ter a função de registrar a árvore genealógica da ninhada, também funciona como um título de propriedade, ou seja, indica que aquele animal é de determinada pessoa.
A grande importância do Pedigree é garantir que os filhotes não possuem nenhuma falta de acordo com o padrão de cada raça e, por consequência, sejam registrados como raça pura. Justamente por isso, criadores que não oferecem o Pedigree podem ser mal vistos, afinal, não têm como garantir a precedência do animal.
O Pedigree também é fundamental para quem deseja levar seu pet a exposições, pois apenas assim ele poderá participar. Inclusive, caso haja algum campeão em sua árvore genealógica, isso é informado no registro. Entretanto, caso o animal possua desvios comportamentais, como agressividade, ele tem seu documento carimbado e, dessa forma, é impedido de procriar.
Esse documento, além de ter a função de registrar a árvore genealógica da ninhada, também funciona como um título de propriedade, ou seja, indica que aquele animal é de determinada pessoa.

Informações presentes no Pedigree

O Pedigree deve possuir as informações do pet, de seus ascendentes, do proprietário e também do criador
O Certificado de registro Genealógico tem o mesmo valor que qualquer outro documento de garantia. Ele deve possuir a raça do animal, o sexo, o peso, o tamanho, a variedade, a cor e o tipo da pelagem definidos; o nome do proprietário; o nome do criador; o nome do pet e de seus ascendentes até a terceira geração.

O padrão de cada raça é dividido em genótipo e fenótipo, conforme explicado a seguir.

a) Fenótipo
O fenótipo é um conjunto de todas as características físicas da raça e apenas os animais que estão perfeitamente de acordo com o padrão são considerados de determinada raça.

b) Genótipo
As características físicas do animal são visíveis, ao contrário da genética. É através dos ascendentes de cada ninhada que é possível ter ideia sobre as heranças de temperamento, comportamento e saúde dos filhotes.
Muitos criadores encarecem bastante o valor do filhote quando o mesmo possui Pedigree. Em contrapartida, existem outros que mantêm o mesmo valor.

Como adquirir o Pedigree



Para registrar seu pet, compareça ao Kennel Clube de sua região
Para adquirir o Pedigree, o criador deve registrar a nova ninhada através do Kennel Clube ou um clube de raças específicas. Nesse momento, é emitida a tarjeta – documento que garante a propriedade do animal – e, cerca de 30 dias depois, o canil recebe os Pedigrees de cada filhote.
Com o propósito de evitar o processo de transferência do animal ao novo proprietário, existem canis que só registram o pet após a compra ser realizada. Caso contrário, a transferência é necessária e o dono do animal deve comparecer ao Kennel Clube de seu Estado para que a instituição emita um novo documento com seu nome nele.
A única entidade de Cinofilia reconhecida no exterior é a CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia). Por isso, é recomendado registrar a ninhada apenas em instituições filiadas a ela, que podem ou não ser específicas para determinada raça. Confira algumas:

ACB – Associação Cinológica do Brasil;
Sobraci – Sociedade Brasileira de Cinofilia;
Kennel Vale Clube;
Kennel Clube São Paulo;
Clube Paulistano de Cinofilia;
Kennel Clube do ABC;
Clube Paulista do Labrador;
Clube Paulista do Akita;
Collie Clube Paulista
Dobermann Clube São Paulo;
Kennel Clube de ibeirão Preto;
Marília Kennel Clube;
Associação Paulista do Rottweiler;
Clube Paulista do Boiadeiro Bernês;
Dálmata Clube de São Paulo.

Os pré-requisitos para registrar uma ninhada são:
Os pais devem possuir Pedigree.
O nome do atual proprietário deve constar no registro da cadela (mãe).
O dono da fêmea precisa registrar um canil junto a uma das instituições competentes.
Após o acasalamento, o proprietário da fêmea precisa comparecer a uma das entidades para retirar 3 tipos de documentos: um para abertura do canil; outro para uma proposta de sócio; e, por fim, um mapa de ninhada. Os documentos exigidos devem ser entregues em um prazo máximo de 90 dias após o nascimento da ninhada, junto ao pagamento das respectivas taxas. Após isso, a instituição tem um prazo de 60 a 90 dias para emitir o Pedigree.
Quem possui um pet de raça pura que não está registrado pode retirar um certificado de registro através do CBKC. Para isso, basta se dirigir até o Kennel Clube de sua região para que os árbitros avaliem o animal e aprovem a emissão do certificado.
Em 2004, tornou-se obrigatória a implantação de microchips em todos os cães de raça pura e registrados.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estou aqui para agradecer a você...
Sua gentileza por tirar um tempo para deixar um comentário
Muito obrigada sua opinião é importante .

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...