domingo, 17 de julho de 2016

Como criar Canário Belga

O Canário Belga é ativo, alegre, bonito e tem um canto deliciosamente agradável! No mundo atual, onde sempre temos algo a fazer e o tempo fica cada dia mais curto, ter um Canario Belga de estimação poderá se tornar o companheiro ideal para muitas pessoas. Os Canários são coloridos e têm personalidades agradáveis. Não há nada como escutar o belo canto de um Canario Belga, sempre melodioso e pacífico, para tirar o estresse no final de dia um dia agitado.



 Há alguns fatos curiosos sobre o desenvolvimento destes pássaros e as diferentes raças de Canários que existiram ontem e as que estão presentes atualmente. O ancestral do Canário domesticado que vemos hoje pode ser encontrada nas ilhas Canárias, Açores e Madeira. Desde 1478, quando foram importados pela primeira vez para a Europa, as raças de Canario Belga domésticos mudaram. Na verdade, aconteceram muitas mudanças nos canários ao longo dos anos, com algumas mudanças acontecendo devido a popularidade comercial de algumas raças em detrimento de outras.
Os Canários foram levados para a Espanha em 1478, quando os Espanhóis conquistaram as ilhas Canárias. Por mais de 100 anos, até o século 16, os espanhóis mantiveram o controle dessas pequenas aves, vendendo apenas os machos para outros países europeus. Então, devido a um acidente durante o transporte, uma grande carga de Canario Belga escapou e voou para a ilha de Elba. Em pouco tempo eles passaram a ser criados e foram vendidos para toda a Europa, dando origem a diferentes raças de canário que foram desenvolvidas.

Alimentação do canário belga


O Canário como qualquer ser vivo, ingere alimentos para fazer funcionar seu organismo, isto é: para manter a temperatura do corpo, fazer o metabolismo funcionar, repor tecidos, trocar penas, se movimentar, se reproduzir, etc, etc.
São pássaros granívoros e, portanto, as sementes representam a parte mais importante de sua dieta, que deve ser complementada por uma ração, antigamente chamada de farinhada. Juntos, sementes e ração, devem prover e adequar os alimentos fornecidos às diferentes necessidades de nossos pássaros.

    Aspectos Nutricionais


Alpiste : Como já sabemos o alpiste é a principal semente usada na dieta do canário, deve entrar na mistura com, pelo menos, 60% do total. Sua composição é rica em proteínas, hidrato de carbono, lipídios, vitaminas B1 e E, etc. Os hidratos de carbono produzem calorias, mantendo a saúde da ave, facilitando a digestão.


Aveia : É um excelente provedor de energia, muito rico em amido, e especialmente rico em lisina e cistina, dois dos principais aminoácidos essenciais. Deve ser utilizada no balanceamento da mistura como o principal provedor de Carboidratos exercendo ação benéfica sobre o aparelho digestivo, semelhante ao grão de trigo e arroz com casca. O risco desta semente é a alta manifestação de fungos e outras formas de vida indesejáveis, que podem causar sérios danos à saúde dos pássaros.


Colza : Uma semente rica em proteínas, ótima para o desenvolvimento da glândula tireoide, músculos, penas, vísceras, tendões, possui ainda hidrato de carbono, vitaminas, uma semente oleosa e gordurosa, semente de cor escura, em forma de esfera.


Níger : Uma semente muito apreciada pelo nossos pássaros, tem elevado teor de Proteínas e Gorduras, como a colza esta também é uma semente escura e comprida, é recomendada mais na época de criação mas podendo ser fornecida o ano todo, também possui bastante óleo, sendo um bom fortificante das matérias corantes dos canários.


Linhaça : Também é bastante oleosa, rica em proteínas, é recomendada ser fornecida as aves na época de muda de pena, pois acentua o brilho das penas.


Nabão : É utilizado também nos canários de canto, uma semente macia, é bem oleosa, rica em gordura e hidrato de carbono.


Agrião : É uma verdura de folhas pequenas, verde-escuras,os canários são os que mais gostam...É contém vitamina C.

Cuidados na hora de comprar um canário

Alguns cuidados na  hora da compra  pode determinar  o sucesso ou o fracasso da criação .

Idade do canário:
 Compre sempre canários jovens, a partir dos 5 anos de vida o canário já começa a entrar na sua "aposentadoria", dependendo da ave pode reproduzir e cantar normalmente ou não.
Se o canário não tiver anilha fica impossível saber sua idade.

Vivacidade: compre sempre aquele canário que mais se mostra feliz, quando você se aproxima dele, ele pia, pula, se mostra saudável.
Nunca compre um canário que dorme de dia, fica apático na gaiola.

Penas: Evite comprar canários que não tem uma plumagem uniforme, por exemplo as penas do rabo todas abertas parecendo um leque. Penas da região da cloaca sujas indicam problemas de saúde, diarreia que pode ser o sintoma de diversas doenças.

Pés: Nunca, compre um canário que esteja levantando o pé. Pode ser um leve machucado ou o sintoma de uma doença que em quase 100 % dos casos leva o canário a morte.
Também evite canários com os pés cheios de crostas, cascões.
Os pés devem ser saudáveis, sem calosidades.

Sexo: Cuidado para não ser enganado na hora da compra. O básico para distinguir o sexo é observar se o macho esta em uma gaiola separada sozinho e cantando forte.Apenas  o macho canta, algumas fêmeas cantam, porém é um canto bem inferior e desafinado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estou aqui para agradecer a você...
Sua gentileza por tirar um tempo para deixar um comentário
Muito obrigada sua opinião é importante .

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...