segunda-feira, 5 de setembro de 2016

O abandono

O abandono de animais de estimação é um enorme problema em todo o mundo. Há uma infinidade de cães e gatos  carinhosos que estão nas ruas ou nos abrigos porque foram abandonados por seus proprietários.

Os motivos para o abandono são vários: viagem de férias e ninguém para abrigar o animal, desistência do “brinquedo”, o trabalho gerado pelo animal, uma eventual deficiência física ou doença, problema de comportamento e outros. É sempre o mesmo artifício: à noite abandonam nas portas de faculdades ou de hospitais veterinários, nas clínicas, nos parques municipais ao amanhecer, ou mesmo à plena luz do sol, nas feiras e parques da cidade. Nos pet shops, geralmente entregam o animal para um procedimento, fazem mil recomendações e nunca mais retornam, deixando o mascote para quem se interessar.as soluções para minimizar a questão do abandono de animais existem e são possíveis, embora ainda com certa dificuldade, de serem implementadas na prática.


 A conscientização da população acerca da guarda responsável de animais domésticos seria o primeiro passo. Políticas governamentais, públicas e privadas que vissem a castração como medida efetiva para o controle populacional de cães e gatos, educando crianças, jovens, adultos e idosos em relação à responsabilidade de ter um animal e zelar por sua segurança durante toda a sua vida. Orientar quanto aos riscos da compra de filhotes em feiras de animais e pet shops, com estímulo à adoção  através de campanhas de doação, ou então orientando a compra apenas de animais de ótima procedência vindos de criadores sérios que se preocupam com genética e estudo da raça. Realizar campanhas de castração em massa a baixo custo, estimulando a adesão da população e mostrando os efeitos benéficos deste procedimento nos cães e gatos e evitando assim cruzas acidentais e totalmente desnecessárias e a proliferação indiscriminada de mais animais, bem como a transmissão hereditária de doenças de cunho genético.


Todas estas medidas trariam resultados à curto, médio e longo prazo, com diminuição visível do número de animais maltratados e abandonados, recolhidos em CCZs e abrigos, assim como redução dos índices de zoonoses por eles transmitidas. Trariam benefícios imediatos à milhares de cães e gatos que sofrem diariamente com os maus tratos e a triste vida nas ruas, provendo à eles um lar saudável, com carinho, segurança e proteção. Por fim, não deixariam de beneficiar todas as pessoas que, direta ou indiretamente, estivessem envolvidas nesse processo de contribuir para retirar um animal das ruas e fazê-lo feliz para sempre. Pois ao adotarmos um animal, não ganhamos apenas aquela sensação indescritível de dever cumprido, mas também um companheiro leal e carinhoso que nos protegerá sempre. Um amigo de verdade que nos trará felicidade e nos dará o privilégio de sermos amados incondicionalmente, nos transformando em pessoas melhores e ainda mais humanas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estou aqui para agradecer a você...
Sua gentileza por tirar um tempo para deixar um comentário
Muito obrigada sua opinião é importante .

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...